Acompanhantes | Contos Eróticos | Abusado
Acompanhantes | ASSINE JÁ | Fale Conosco | Foto do Dia | Galeria de Fotos | Novidades | Página Inicial | Vídeos
Categorias: Total de 7.641 contos
BizarroFetichesGaysGrupalHéteroLésbicasSadoMasoquismoBusca

Uma babá quase perfeita Por: ..
Avaliação geral:
Minha avaliação:Assine
Visitas:1.496

Há algum tempo eu vinha percebendo que a babá da minha filha estava se engraçando para o meu lado. Ela tem mais ou menos 1,60, uns 50 kilos e é morena, com os cabelos cacheados na altura do ombro. Não é linda, mas bonita, simpática e gostosinha, com tudo no seu devido lugar: peitos pequenos mas durinhos e uma bundinha que só de pensar me deixa de pau duro. Volta e meia pelo fato dela morar um tanto que distante de casa, dou carona para ela e, nessas caronas, falávamos das nossas vidas, até que um dia comecei a ser mais ousado, falando levemente sobre sexo e sobre minha solidão a dois. Como percebi que ela não cortou o mal pela raiz, continuei falando e entrando em detalhes. Ela também começou a falar sobre a sua vida e eu percebi que ela se retorcia no banco do passageiro. Numa mudança de marcha, passei a mão sobre seu joelho. Como ela não falou nada e eu investi nas suas coxas. Ela continuou calada, até que eu coloquei a mão sobre sua xaninha (naquele dia ela estava com uma calça jeans super justa). No ato, eu parei o carro e o beijo foi inevitável. Demos uns malhos muito gostosos, mas eu tive que deixá-la em casa, pois minha mulher estava esperando. Uns dias depois, aproveitei que minha mulher sabia que eu havia marcado um programa com uns amigos e ofereci carona à babá  ela aceitou no ato. Fomos direto pro motel. Chegando lá, disse que queria tomar uma ducha. Ela reclamou, dizendo que estava com vergonha, que queria tomar banho sozinha. Eu insisti e após me livrar de toda minha roupa, entrei no banho junto com ela. Peguei o sabonete e comecei a ajudá-la no banho, massageando-a toda, primeiro as costas e braços. Fui ousando mais ainda: colei meu corpo às suas costas, encaixando meu pau na sua bunda e fiquei brincando com os biquinhos dos seus seios e beijando seu pescoço. Ela arfava e rebolava gostoso. Mudei de posição, colocando-me praticamente ao seu lado, com uma mão na xaninha, bulinando o grelinho e a outra apalpando sua bunda e cutucando o cuzinho. Lógico que ela estava toda ensaboada e aquele rala e rola estava deixando-a toda louca... meu pau, então, apontava para cima  ela aproveitava para ficar me punhetando. Enxagüei ela inteira e, em dado momento, ela pegou o sabonete e fez o mesmo por mim, dando atenção especial ao meu companheiro de batalhas. Quando ele estava lavadinho, ela agachou e chupou gostoso  uma gulosa de quem estava com fome de rola, com tesão. Reparei que se eu não parasse por ali, iria dar-lhe outro banho... fiz ela parar, passei a mão na toalha e fui conduzindo-a para o quarto. Abracei-a, secando levemente nossos corpos e, após fazê-la deitar na cama, dei-lhe um banho de língua, de cima abaixo, com atenção especial àquela buceta. Percebi que ela era meio larga, mesmo para meu dote. Coloquei a camisinha e tive certeza disso quando a penetrei  além de larga, estava alagada pelo tesão que estava sentindo até então. Ela pediu, então, para vir por cima  a baixinha rebolava feito uma louca no meu pau e roçava o grelo em mim... que gostoso!!! Quanto mais ela rebolava, mais eu apalpava sua bundinha, brincando de colocar o dedinho no cuzinho dela  ela anunciou o gozo e gritou como uma égua, gemendo e tendo espasmos. Eu havia segurado o gozo e queria mais: disse ao ouvido dela  me dá essa bundinha... ela virou-se de bruços mas disse  Ai, vai doer!!! Eu nunca fiz isso!!! Mas eu quero te dar porque você me fez gozar gostoso!!! Só promete que vai devagar!?. Eu deitei-me de ladinho e trouxe para perto  besuntei aquele cuzinho com KY e aproveitando que meu pau ainda estava todo molhado pelo gozo daquela xana, posicionei-me atrás dela. Encostei a cabecinha na portinha daquele cuzinho e comecei a empurrar... pedia prá ela afastar a banda da bunda e relaxar... ela reclamou um pouco, mas não desistiu até que a cabecinha entrou. Dei um tempo até que comecei a bombar devagar... fui indo até que ela sentiu meu mastro todinho atolado naquele buraquinho. Ao perceber isso ela disse: Ai, que gostoso! Se eu soubesse que era bom assim eu teria dado antes... que sensação gostosa! Aos poucos fui aumentando a força e a velocidade, variando estocadas curtas e estocadas longas. Ela gemia... e anunciei: se prepara... vou gozar em você! Como uma autêntica puta, ela pediu  goza no meu cuzinho... é meu presente prá você! Gozei deliciosamente... tirei meu pau, arranquei a camisinha e dei o garoto para ela deixar limpinho... Ficamos um pouco mais, mas devido ao tempo, tivemos que ir embora  o alvará estava acabando. Houve mais dois encontros, mas perdemos contato... ela arrumou outro emprego e seguiu seu caminho. Para finalizar, deixem eu me apresentar: Sou branco, 1,76, esbelto (79 kg), 42 anos. Tenho cabelos e olhos castanhos - profissional de informática e moro na Baixada Santista. Sou educado, higiênico e discreto. Estou à disposição de mulheres e casais da região para sexo seguro e sem compromisso. E-mail= expertfucker@bol.com.br Há algum tempo eu vinha percebendo que a babá da minha filha estava se engraçando para o meu lado. Ela tem mais ou menos 1,60, uns 50 kilos e é morena, com os cabelos cacheados na altura do ombro. Não...



Quer ler todo esse conto? Assine já!


Voltar
©Copyright 2000-2018 - Todos os diretos reservados
http://www.abusado.com.br
A revista mais ABUSADA da internet.

ATENÇÃO: A Revista Abusado não se responsabiliza pela veracidade e pelo conteúdo dos contos uma vez que todos foram enviados por seus visitantes.

Caso o conteúdo seja impróprio ou ofensivo, clique aqui e denuncie.